Como todos já sabem, atualmente a humanidade tem sido vítima de um grande número de desastres naturais. Todos estes males estão relacionados com a contaminação do meio-ambiente e derretimento dos polos. Estes dois pontos provocam o surgimento de problemas iminentes relacionados à natureza em um futuro não muito distante. Vale a pena destacar que uma grande parte da população norte-americana e também de pequenas ilhas do caribe se encontram em total reconstrução, devido à destruição causada pelo enorme furacão Irma. Há alguns dias, a Cidade do México sofreu uma tragédia com um terremoto de 7,1 na escala Richter, que forneceu um número de 220 vítimas até o momento, número este que pode aumentar. Ao mesmo tempo em que o Japão, uns dias atrás, sofreu outro tremor sísmico de 6,2.

Segundo um fatídico cientista nuclear de nome Mehran Keshe, um mega terremoto se aproxima do continente americano que mudará para sempre a ordem mundial. De acordo com suas pesquisas, o continente americano irá rachar e ficará dividido em duas partes, deixando milhares de mortos e feridos. O pesquisador define a este acontecimento um caráter inevitável e, segundo fontes importantes, o especialista trabalha a muitos anos na área, portanto não se trata de um grande louco sem conhecimento científico algum.

Além disso, ele afirma que a iminente tragédia começará com um grande número de terremotos seguidos do que classifica como “mega tsunamis” que serão direcionados à “América e Ásia aniquilando cerca de 40 milhões de pessoas”. Vale a pena destacar que a previsão foi apresentada há 2 anos, através de uma gravação onde o cientista marcou em um mapa uma série de movimentos terrestres que foram produzidos no continente americano: três terremotos de magnitude entre 6,7 e 6,9 na costa oeste dos Estados Unidos, três no canal do Panamá e um último que chegará até o Chile, sendo de magnitude 8,3. Bem fortes, não acha?

Um tempo depois confirmou que “o continente sul-americano é o ponto fraco inicial”, além de destacar que haverá uma centena de terremotos de magnitudes entre 10 e 16 na escala Richter, além de outros de maior magnitude. Estes números são alarmantes. Se, com somente um movimento sísmico de magnitude 7 foi instalado um caos total, não queremos nem imaginar o cenário com quase o dobro disto. Vale a pena lembrar que sempre que acontece um tsunami o saldo de vítimas é enorme, já que a altura das ondas é absurda.

Siga adiante e veja a dimensão da destruição que causará o mega terremoto!

Levando em conta nem tão antigas previsões sísmicas, os especialistas estimam em 99% as probabilidades de que haja um grande abalo sísmico nos próximos 30 anos no Estado da Califórnia. Este renomado cientista, junto a sua fundação denominada “Keshe”, situada na Bélgica, afirma que a série de terremotos de alta magnitude ocorridos a 2 anos constituem somente o começo de um ainda maior. Segundo ele, só o que podemos fazer é esperar pela fatal catástrofe, por se tratar de uma situação de caráter iminente.

.

De acordo com órgãos importantes dos Estados Unidos, estima-se que a economia mundial entrará em colapso, como resultado desta terrível catástrofe. Da mesma forma, se prevê que a ordem bancária não suportaria tal desastre, já que a destruição seria de tão tremenda magnitude que alguns especialistas classificam como sendo impossível a reconstrução de um continente inteiro. Inclusive se juntarmos todas as nações da América Latina em conjunto com a potência norte-americana não seria suficiente nem para alcançar 50% do orçamento necessário para sua recuperação.

Continue até a última página para ver as considerações finais…

Todas estas previsões nos despertam uma incógnita, diariamente. Se lembrarmos bem, no mês de julho de 2017, ocorreu um forte terremoto de magnitude 6,5 nas Filipinas. Em seguida, no mês de agosto, foi bastante famoso o ciclone tropical Franklin que afetou Belize, Guatemala, Honduras e México. Porém, mais recentemente fomos testemunhas dos poderosos furacões Irma e Maria que prejudicaram uma série de ilhas caribenhas e também os Estados Unidos. Tudo isto somado ao devastador terremoto ocorrido no México há poucos dias, cuja magnitude foi de 7,1 e deixou um número de 220 mortos até a presente data. Relacionar estes fatos às previsões de Mehran Keshe provoca um grande pavor!

Primeiro de tudo, nos solidarizamos com os familiares das vítimas na Cidade do México recentemente e nas cidades que foram vítimas de outros desastres naturais. Queremos lembrá-lo que a vida no planeta está sendo destruída progressivamente com o passar do tempo. Portanto, é nossa responsabilidade darmos o melhor de nós, para que o estrago comece a decrescer. Lembre-se que é o único planeta que temos para viver!

Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e não se esqueça de curtir nossa página no Facebook!
Fontes: Twitter/ Pixabay/ StarStock/ Googlemaps