No acumulado do ano, gás ficou 62% mais caro em 2017; segundo Petrobras, alta será repassada ao consumidor já a partir desta terça-feira

Em colônia Leopoldina sábado dia 02 de dezembro tinha uma empresa de outra cidade vendendo o gás a R$ 47,00, fiquem de olho aberto tem alguma coisa errada, como pode vender por menos da metade do preço atual.

O preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) – o popular gás de cozinha – sofrerá novo aumento a partir da zero hora desta terça-feira (05) em Alagoas. É que a Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (04), um novo reajuste, de 8,9%, para o item considerado de primeira necessidade pelas famílias brasileiras. Com isso, o valor do botijão de 13 kg deverá ser comercializado no estado entre R$ 70 e R$ 92, segundo estimativa da Associação dos Revendedores de Gás de Alagoas (Argal).

Segundo o presidente da entidade, Laedson Ferreira Soares, o preço do gás de cozinha já acumula alta de 62,9% em Alagoas ao longo de 2017. Ele confirma que o novo aumento será repassado ao consumidor final já a partir desta terça-feira. “Infelizmente, esses aumentos constantes são ruins não apenas para os distribuidores, mas principalmente para o consumidor”, lamenta Soares.

Em nota, a Petrobras informou que o reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, que acompanharam a alta do Brent, preço do barril de óleo.

“Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores”, diz a estatal.